Ciência / Tecnologia: Dupla cria aplicativo que pode reduzir 70% dos gastos com supermercado

Dupla cria aplicativo que pode reduzir 70% dos gastos com supermercado



Dois desenvolvedores de Santos, no litoral de São Paulo, criaram um aplicativo que promete reduzir em até 70% o valor final da lista das compras feitas em supermercados pelos usuários. Batizado de PagPouco, a ferramenta surgiu após os idealizadores, Bruno Fernandes e Ricardo Forte, terem encontrado cinco preços diferentes para o mesmo produto que queriam comprar.

De acordo com Fernandes, a dupla ficou indignada por, em 'plena era da tecnologia', não existir nada para facilitar a busca por preços em supermercados físicos, o que obrigava as pessoas a saírem de casa e fazerem uma maratona atrás dos melhores preços. Como trabalhavam juntos na mesma agência de marketing, eles começaram a se reunir para tentar resolver essa questão e começaram a pensar a pensar nas melhores formas. "O programa é atualizado todos os dias por meio de uma equipe de campo que visita todos os supermercados e faz a coleta dos preços, que são atualizados em tempo real no site e no aplicativo", explica.

Os preços são escaneados por um smartphone, utilizando o código de barras. "Foi a forma mais otimizada e rápida que encontramos. Isso levou um tempo. No início tudo era feito com um 'coletor de preços' e era necessário pegar o produto nas mãos para, depois, seguir até o escritório e finalmente conseguir atualizar o site.

O PagPouco funciona desde o dia 1º de novembro de 2015 em Santos e desde 15 de janeiro de 2016 na Zona Sul da cidade de São Paulo. Até o momento, já são mais de mil downloads e cerca de 10 mil acessos por mês no site, apenas na cidade de Santos. "O feedback do público é sensacional. As pessoas se interessam demais", complementa Fernandes.

De acordo com os criadores do aplicativo, 84% das famílias fazem compras em um supermercado e comprometem até 35% do orçamento mensal. Além disso, os preços, apontados pelo aplicativo, variam de 70% de um lugar para o outro. "A meta era alcançar mil usuários no site em cinco meses. Conseguimos isso em menos de 30 dias. Mais de 60% das pessoas que acessam o site voltam a usá-lo. Isso nos entusiasma", afirma Ricardo Forte.

Bruno e Ricardo gastaram mais de R$ 60 mil como investimento inicial e o objetivo principal é colocar o sistema para funcionar em todo o Brasil. Apesar de ainda não ganharem dinheiro com a invenção, após participarem da Campus Party de 2016, um encontro de tecnologia realizado em São Paulo, o PagPouco foi apresentado para diversos investidores da área e já existem alguns interessados.

Fonte: G1
Foto: Luna Oliva/G1
Página anterior Próxima página