Ciência / Tecnologia: Ministério da Saúde registra 1 nova morte por zika em 2016 no país

Ministério da Saúde registra 1 nova morte por zika em 2016 no país



O Ministério da Saúde divulgou, nesta terça-feira (14), que houve mais uma morte devido ao vírus da zika no Brasil. O caso foi notificado pelo estado do Rio de Janeiro e é o único confirmado neste ano. Em 2015, ocorreram mais três mortes pelo vírus em todo o país, ocorridos nos estados do Maranhão, Pará e Rio Grande do Norte.

Nesta segunda-feira (13), o ministério havia publicado em seu site um boletim epidemiológico com três novas mortes em decorrência do vírus da zika no país em 2016. Nesta terça, a pasta encaminhou uma nota informando que "dois casos foram notificados de forma incorreta no Boletim Epidemiológico nº 17, retirado poucos minutos depois de ser publicado no portal do Ministério da Saúde".

O mesmo boletim epidemiológico informou que, de abril de 2015 até abril deste ano, o Brasil teve 127.822 casos prováveis de febre pelo vírus da zika -- 7.661 novos casos desde o último boletim. Deste total, 43.227 casos foram confirmados. A taxa de incidência é de 62,5 registros por 100 mil habitantes.

A região Sudeste registrou o maior número de casos prováveis do vírus da zika, com 48.027 registros e taxa de incidência de 56/100 mil habitantes; seguida pelo Nordeste, com 47.709 registros e incidência de 84,4/100 mil habitantes.

A região com a maior taxa de incidência do vírus é a Centro-Oeste, com 138,3/100 mil habitantes e 21.364 prováveis casos da doença.

A Bahia teve 37.836 notificações do vírus da zika, estado com maior número de registros. Em segundo lugar no número de casos está o Rio de Janeiro, com 32.312. (veja o número de casos por estado na lista abaixo).

Dengue
A doença teve uma redução de 65% no número de mortes em 2016, comparando com o mesmo período do ano passado. Foram confirmados 212 óbitos por dengue de janeiro à abril, contra 618 óbitos em 2015.

Neste ano, foram registrados 1.130.316 casos prováveis de dengue - 76.189 casos desde o último boletim. Destes, foram confirmados 368 casos graves de dengue e 3.942 casos de dengue com sinais de alarme. No mesmo período de 2015, foram confirmados 1.096 casos graves de dengue e 16.058 casos com sinais de alarme.

A região Sudeste teve o maior número de casos prováveis, com 673.761 registros e responsável por 59,6% deles em relação a todo o país.

Em segundo lugar no número de casos está o Nordeste, com 222.023 casos que representam 19,7% das notificações do Brasil.

Leia a nota completa do Ministério da Saúde:

NOTA SOBRE ÓBITOS POR ZIKA

O Ministério da Saúde esclarece que no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), em 2016, consta o registro de um óbito relacionado ao vírus Zika, que foi notificado pelo Estado do Rio de Janeiro. Em 2015, foram registradas três mortes pelo vírus em todo o país, ocorridos nos estados do Maranhão, Pará e Rio Grande do Norte.

Vale ressaltar que dois casos foram notificados de forma incorreta no Boletim Epidemiológico nº 17, retirado poucos minutos depois de ser publicado no portal do Ministério da Saúde. Um deles trata-se de um feto, cuja notificação deveria ter ocorrido no boletim de microcefalia, o que está sendo corrigido. O segundo era um caso de Zika, que foi registrado no Sinan, pelo Estado de Minas Gerais, de forma incorreta como óbito. É importante frisar que o Ministério da Saúde investiga todos os casos relacionados ao vírus Zika, podendo haver atualização dos números nos informes epidemiológicos.


Número de prováveis casos de febre pelo vírus da zika por estado do Brasil:

Acre - 732
Amapá - 122
Amazonas - 2.172
Pará - 1.249
Rondônia - 783
Roraima - 57
Tocantins - 3.264
Alagoas - 2.206
Bahia - 37.836
Ceará -832
Maranhão - 1.954
Paraíba - 2.275
Pernambuco - 450
Piauí - 82
Rio Grande do Norte - 1.647
Sergipe - 427
Sudeste - 48.027
Espírito Santo - 1.900
Minas Gerais - 10.553
Rio de Janeiro - 32.312
São Paulo - 3.262
Paraná -1.965
Rio Grande do Sul - 287
Santa Catarina - 91
Distrito Federal - 295
Goiás - 2.278
Mato Grosso - 18.227
Mato Grosso do Sul - 564

Brasil - 127.822

ACESSE: Aedes aegypti

Fonte: G1
Foto: REUTERS/Alvin Baez
Página anterior Próxima página