Ciência / Tecnologia: Sonda Juno faz rasante e tem maior aproximação de Júpiter da história

Sonda Juno faz rasante e tem maior aproximação de Júpiter da história



Há quase dois meses na órbita do planeta gasoso, sonda da Nasa realiza sua aproximação máxima e chega a apenas 4.200 quilômetros da superfície de Júpiter. Cientistas esperam imagens em alta resolução nos próximos dias.

A sonda Juno, que está na órbita de Júpiter há quase dois meses, fez história neste sábado (27) ao realizar seu primeiro sobrevoo orbital. Segundo a Agência Espacial Americana (Nasa), a sonda esteve a apenas 4.200 quilômetros do planeta – a maior aproximação já registrada na história.

Rick Nybakken, gerente de projeto da sonda, afirmou que "tudo ocorreu como planejado", mas que levará alguns dias para que os dados e imagens enviados pela Juno sejam processados.

Scott Bolton, chefe da equipe na Nasa, informou que a sonda está enviando "dados iniciais intrigantes". Uma série de fotos deve ser divulgada pela agência espacial nas próximas semanas.

"Estamos numa órbita que ninguém nunca esteve antes, e essas imagens nos darão uma nova perspectiva sobre este mundo de gás gigante", acrescentou Bolton.



Ainda está previsto que a sonda espacial realize outros 35 voos rasantes em Júpiter até o fim de sua missão, em fevereiro de 2018, mas nenhum deve ser tão próximo como o deste sábado.

A nave foi capturada pela gravidade do planeta no último dia 4 de julho, após viajar cinco anos e 870 milhões de quilômetros. Ela deixou a Terra em 5 de agosto de 2011, de Cape Canaveral, na Flórida.

Para a Nasa, a Juno é um passo importante para estudar a atmosfera de Júpiter, suas particularidades e magnetismo, além de abrir a possibilidade de desvendar o mistério das origens do sistema solar.

Fonte: G1
Fotos: Nasa
Página anterior Próxima página